Buscar
  • Fashion Law Latam

O MOVIMENTO JULHO SEM PLÁSTICO E A INDÚSTRIA DA MODA

De acordo com o portal BeeGreen, “os brasileiros geram por ano mais de 70 milhões de toneladas de resíduos sólidos, sendo 45% composto por plástico”, dos quais “77,5% dos municípios brasileiros não realizam a coleta seletiva, ou seja, grande parte dos resíduos são perdidos, indo parar em bueiros, rios, lagos, mares oceanos, lixões e aterros”, é um dado extremamente alarmante e que precisa ser repensado urgentemente!


E por onde devemos começar? Pelas coisas simples e diárias, como não escolher ou optar por sacolas plásticas, por exemplo. Em seguida, e para a moda, é essencial que tenhamos em mente a utilização dos 4 R, Repensar, Reduzir, Reciclar e Reutilizar, sem dúvidas é um excelente caminho para que se busque soluções e como pode alavancar o Julho Sem Plástico no Brasil?


Aqui, vou exemplificar o projeto “Movimento Plástico Transforma[1]”, que se utiliza de garrafas PET para reinventar a moda. Como? Através do desenvolvimento de uma fibra com as garrafas destruídas e a criação de uma fibra sustentável. A utilização de garrafas PET para a transformação em tecido de poliéster, diminuiria a utilização do petróleo na produção deste tipo de tecido.


Alguns exemplos de produtos de moda que são feitos com plásticos reciclados, temos: tênis utilizando plásticos reciclados retirados dos oceanos, acessórios, como pulseiras e colares.

E você, consegue também entrar na campanha do Julho sem Plástico?




AMANDA OLIVEIRA DA CÂMARA MOREIRA

Advogada em Fashion Law no Brasil, mestre e especialista em Direito Constitucional, professora da graduação do curso de Direito, pós graduação e cursos de Direito da Moda.




[1] http://www.plasticotransforma.com.br/moda

19 vistas0 comentarios

Entradas Recientes

Ver todo